sábado, 29 de junho de 2013

VALORES HUMANOS

Vivemos num período conturbado no que se refere a valores, mas o que são e quais são esses valores?
Aqui me refiro a integridade, ética, moral, verdade e honestidade, estou ciente que cada valor mencionado, por si só, já se torna merecedor de um texto, mas não é esse o objetivo.
Hoje, neste momento contemporâneo, tais valores parecem que foram deixados de lado, em todos os setores de nossa vida, profissional e emocional.
As corporações querem pessoas que sejam vendáveis, ou seja, infiéis a valores que tragam dignidade no relacionamento humano, esquecem desse fator- HUMANO - , desejam pessoas, profissionais que se permitam mudar ou moldar valores, atitudes, simplesmente em nome da empresa.
Pergunto: Quais são os valores dessas pessoas, desses profissionais? Pode-se confiar plenamente neles?
Quanto as emoções, o que dizer?
Hoje tudo parece tão banal, fútil, os relacionamentos não duram muito, existe o receio de ser chato ou massante, medo do duradouro, do comprometimento - já tratado neste blog. - COMPROMETIMENTO
As pessoas são volúveis, a fidelidade e o amor a outra pessoa numa relação não existe, a entrega não é integral, existe o medo do "piegas". Mas estamos falando da essência de todos os valores, o AMOR.
A importância que todos dão atenção é a embalagem, só a embalagem, o homem deve ser magro, rosto limpo, um traje de grife, daí ele tem valor e não mencionei a conta bancária!
A mulher também tem que ser magra, bonita, cabelo liso, corpo escultural.
Pergunto: E o conteúdo, os valores internos não contam?
No mundo contemporâneo, onde a imagem que conta, onde todos são concorrentes, competitivos e querem sempre tirar uma certa vantagem em tudo, o conteúdo, os valores não contam.
Estamos num momento onde o materialismo e o exterior que tem mais valor, o que se veste, o carro, o calçado, salário que são mais valorizados pela sociedade.
Será que Einstein seria contratado no mundo de hoje?
Confúcio seria conselheiro de um imperador?
Aleijadinho teria suas esculturas em alguma galeria "chique" ? Leonardo da Vinci? Mozart seria levado a sério?
De forma alguma podemos criticar o conteúdo e os valores desses mestres, mas eles teriam chances de mostrar o seu potencial num mundo que valoriza só a imagem?
Quais são os valores que devem de fato terem VALOR?
Somos humanos e aquilo que está em nossa essência, que conta, é lá que está a nossa verdade, A VERDADE.
Da VERDADE surge a HONESTIDADE, da honestidade surge a DIGNIDADE, da dignidade a FIDELIDADE, da fidelidade a ÉTICA, da ética a MORAL.
Quem é moral, ético, digno, honesto, verdadeiro, naturalmente é ÍNTEGRO.
Essa integridade nos dará a certeza de algo maior e próprio.
Nada do que foi escrito aqui seria válido se não existisse o principal ingrediente que move o ser humano, esse é o desejo desse mero escritor, tocar a essência de cada leitor.
O AMOR É A RESPOSTA DE TUDO. A ESSÊNCIA.